11.11.11

Há cerca de um século que não se ouvia a Marcha Triunfal de Gualdim Pais !





video


Depois da versão tocada ao piano no passado dia 30 pelo prof. João Mourato em S.Maria dos Olivais , eis aqui o prometido : um video musical agora com a versão para banda – que está a ser preparada para o dia da cidade , por filarmónicas do concelho tomarense – numa 1º audição pública absolutamente original … só para ouvirem como soa magnífica…extraída das pautas a partir de um programa informático-musical…no caso pela banda da Pedreira.

In principio erat verbum …e a ideia da Lápide dos Mestres se corporizou finalmente!

Da iniciativa da Associação Cultural Templ’Anima, cujo objectivo estatutário é a Evocação Histórica ligada aos templários e ajudar a desfazer as trevas da ignorância quanto à Ordem - contando entre as suas fileiras homens da historia e da cultura - e apoiando-se naturalmente nas instituições locais –um direito e uma necessidade que lhe assiste enquanto organização de jure sem fins lucrativos - integrando-se nos apoios ao associativismo , no que concerne a eventos cultuirais.

Colocada à apreciação pública desde 2007 - no mesmo ano em que o próprio Vaticano publicava a sua inocentação – visava assim também aqui perpetuar a memória daqueles bravos cavaleiros , que ajudaram a construir Portugal . Cumpriu-se assim mais uma etapa do nosso programa de trabalho. Mais visivilidade templária para santa maria dos olivais ...

Estiveram presentes militares, professores, juntas de freguesia , jornalistas e algum público entusiasta da Ordem…

Descerrada a lápide- cujo tamanho (mesmo assim inferior a uma lápide mestral real)...e posição de pé - visam a que seja bem visível logo desde a coxia central a quem entra na igreja , para sua informação sobre a natureza de panteão daquele espaço, fornecendo o nome e datas de mestrado dos cavaleiros da Ordem do Templo em Portugal, cujos túmulos tinham desaparecido…

No Cinquecento com as obras do famigerado frade jerónimo Antonio Moniz (.!.) dá-se a destruição dos túmulos goticos dos mestres na igreja com a construção a sul da galeria e capelas laterais e sacristia… pois muitos deles estavam dispersos por aquele espaço, como ainda se pode ver comparativamente na igreja hospitalaria de S.João de Alporão em Santarem.

Sobre o modo como foi obtida esta listagem consensual dos mestres : foi por estudo comparativo entre os velhos cronistas do Convento de Cristo : frei Jose de Brito, frei Bernardo da Costa e frei Lucas de Santa Catarina, etc…
Muitos mestres apenas se conhecem por uma composição, documento de doação ou de compra e venda…

O cronista Frei jose de Brito afirma Stª Maria cabeça da milicia do Templo e cemitério dios mestres da Ordem e assinala a maioria expressamente como sepultada aqui e quando não o faz, isso não significa que cá não estejam , como no caso de Lourenço Martins -o último- cuja placa está visivel na capela e que ele não assinala expressamente…e portanto também cá está. Mais , deste último sabemos que renunciou a seu mandato antes do fim da vida e só morreu uma dúzia de anos depois , no entanto cá está , o que significa que mesmo os que resignaram e houve alguns , também cá estão…o que dá a esta placa ,felizmente visível , um valor de prova muito importante.

Também nos sobrou à vista outra placa muito importante na parede lateral norte , que está sob uma pintura representando no Monte calvario S.João e Nossa Senhora olhando para o céu …porque Cristo ressuscitou…anteriormente estava ali entre os dois na cruz…!! (mas essa é outra estória)…Como dizíamos , a lápide por baixo assinala o lugar do mestre Gomes Ramires , morto em combate em Navas de Tolosa …uma grande vitoria da cristandade em 1212…o que significa que mesmo os mortos em combate em lugar distante , vieram para a sua igreja –panteão, está aqui em Tomar !… como alias recomendava a Norma! Portanto daqui se infere que as cinzas de todos cá devem estar…apesar do arrasamento de seus túmulos .
Houve 3 mortos em combate : Lopo Fernandes, Gomes Ramires e Martin Martins;
houve 3 cruzados na Palestina : Gualdim Pais, João Fernandes e Lourenço Martins.

Também a destacar que muitos , embora portugueses foram mestres nos 3 reinos ou seja Portugal,Castela e Leão, entre os governos de Gomes Ramires e João Fernandes…Mais, segundo o espanhol Campomanes : Gomes Ramires e Paio Gomes foram também mestres em Aragão ; o que juntando-se à informação- referência veiculada no Manuscrito de Barcelona (reino da Catalunha e Aragão) da Regra e Estatutos da Ordem ,segundo Laurent Dailliez- temos ali referidos mais dois mestres a propósito de casos e detalhes de Disciplina que aconteceram na peninsula : Martin Sanches e Guilherme Fulcon ou Folques – o que significará na verdade que eles os mestres de Portugal o foram afinal também de toda a peninsula – atestando a sua importância e valor …

Embora realizassem por conveniência de proximidade muitos capitulos em Castelo Branco ou residissem por periodos de Guerra em Espanha- isso significa que Tomar e a sua Rotunda era a vera sede ou capital religiosa da Ordem na peninsula ibérica…
Todos eles participaram nas batalhas de seu tempo , durante o periodo da Reconquista iberica…



Vejamos agora algumas observações críticas sobre o próprio rol e suas datas.

Lembramos que os templários transferiram a sua sede de Santarem para Tomar a partir de 1160- lógicamente esta igreja só começa a ser panteão com Gualdim seu fundador como é obvio...os que morreram anteriormente estão naturalmente em Santarem -sua antiga sede- como lá está assinalado : o franco Hugo Martoniense e Pedro Arnaldo , este caído no assalto a Alcacer do Sal em 1157.

Quanto a datas : específicamente sobre Gualdim: apareceu uma versão fantasista afirmando que a lápide antiga da parede está errada: que ele morreu 2 anos antes e noutro mês …que aquela é apenas a data de transladação, quando a igreja estava concluída! …No entanto sabe-se que a igreja já estava aberta ao culto desde os anos 70 do sec XII. , além de que a placa diz concretamente “ Morreu frei gualdino…na era de 1233(1195)…em este castelo de Thomar.…” logo o escrito refere-se à data da sua morte no castelo…sem margem para dúvidas.

13 de outubro é o dia do aniversario da passagem para a Gloria de mestre Gualdim o cavaleiro modelo…o que rezava lutando em cruzada permanente…
Assim recorrendo às palavras escritas nos forais, àquelas gravadas na pedra e outras memórias documentais, do Mestre afirmamos os seguintes traços de seu perfil:
Salomónico e justo : ”assim se lê em Salomão amai a justiça ,vós que julgais na terra”
Cultuante de reliquias –testemunha pública de milagres de S.Vicente- construtor de castelos -fundador do burgo cristão de Thomar, edificador do Reino.

Também observamos que contráriamente ao que afirmam esses criticos ,para justificar a posse mais cedo de seu sucessor D.Lopo Fernandes : não havia confirmação régia dos mestres –mas apenas dos castelos e doações a eles feitas , não deles próprios... porque eram independentes do poder régio pela bula papal Omnes Datum Optimum…o que demonstra que pouco percebem do assunto históricamente falando, e assim nao devem ir alem do pé... e muito menos batê-lo agrestes , adjectivando imprópriamente o nosso trabalho…

Quanto ao ùltimo mestre que honramos aqui : Vasco Fernandes é feito mestre de Portugal, no mesmo ano em que Jacques de Molay o é na Terra Santa…ambos são os ultimos mestres da Ordem- acontecendo a ambos infausto acontecimento em 1307, a suspensão da Ordem ad divinis pelo papa…mas com sorte diferente, mercê do apoio que aqui lhes dá D.Dinis , não sendo a Ordem perseguida em Portugal.
Mais tarde Vasco Fernandes surgirá como comendador da Ordem de Cristo em Montalvão (concelho Nisa) e aí será sepultado em 1323.
Embora tenha perdido a dignidade mestral –hoje é a hora no entanto de devolver a honra àquele cavaleiro.

Assim no dealbar do 3º dia milenar , os templários renascem aqui em seus nomes, memória e Gloria! …porque é preciso desenterrá-los do esquecimento debaixo da cal das paredes e das lages do chão ..para a luz -para admiração e lembrança na posteridade…
Neste espaço sacro e mítico onde os cavaleiros salomónicos descansam com as pernas cruzadas /sobrepostas imitando o crucificado e simbólicamente sempre vigilantes face ao inimigo…e virados para oriente …o Sol invictus !
Porque é de elementar justiça à memória daqueles bravos e piedosos mestres - também pedagógico e valorativo para quem nos visita- .. Tal será fazer reviver veramente o espirito do lugar e da Ordem fundadora também desta igreja mariana!

Aproveitamos para falar de um outro ponto de interesse nesta capela mestral : na parede lateral esquerda há um nicho onde está a imagem de Santa Maria Madalena. Que faz aqui Maria de Magdala junto aos mestres do Templo ?… aproximando-se da imagem e olhando por baixo as suas mãos postas , ver-se-á que fazem o desenho de uma fechadura…o que sugere que ela a santa é a chave do mistério templário… aqui como em Vezelay/França- a catedral de S.Maria Madalena (de 1118…) - onde S.Bernardo clamou pela 2º cruzada , aonde foi Gualdim e os do Templo…
Aqui naturalmente juntos Madalena e os do Templo- há muito- sem grandes deduções especulativas ou investigações policiais à Don Brown… ah, mas se ele e os seus leitores o soubessem…rápidamente dobraria o número dos visitantes deste templo…tal como aconteceu a outras igrejas da Europa citadas no Código…. por curiosidade ou Demanda do espirito dos lugares…!!…

E por agora é tudo , quanto a notícias de nossas actividades recentes, que é o papel exclusivo deste blog …

E quem estiver contra isto : que mergulhe no Hades e seja tormentado com todos os Bafomas do claustro de S.Bárbara