22.4.12

O Segredo de Madalena




                 
Que fazem  Maria Madalena e Gualdim o Mestre templário , no mesmo espaço?

Venha ver para crer…a realidade para além das estórias de Dan Brown, que não conhece os verdadeiros sinais …essa parte do tesouro tal como outras está realmente em Tomar e não  em França…
Ha indicações para aqueles que tem olhos para ver…

 O  codigo de Dan Brown confabula a partir de uma construção eclesial de fins do  sec XIX  (Rennes-le –Chateau/França)   erguida há pouco mais de cem anos pelo padre Sauniére em menagem a S.Maria Madalena ; nas vizinhanças de uma  antiga e modesta comenda  templaria (Aleth les Bains).  Tal deu fama a esse lugar e a muitos outros onde corre a sua estória, incluindo locais ingleses que rápidamente duplicaram o numero de visitantes…que vem em busca dum halo de misterio  …
Porém ,nós  aqui em Tomar,  temos para oferecer outra realidade e bem mais antiga sobre o assunto, mas desconhecida da maioria dos nacionais e dos estrangeiros…
Comecemos pelo principio . Quem era  esta S.Maria Madalena , que a igreja Oriental hoje comemora (  2º   Domingo apos Páscoa)…

               
Natural de Magdala, cidade da  costa ocidental do Mar da Galileia,  Maria Madalena era  uma das discípulas mais  amadas do “rabi” Jesus , segundo as memórias disponiveis da época , acompanhando-o para todo o lado desde que O conheceu. Madalena é a que lhe lava os pés  cansados do Caminho, com um frasco de bálsamo, a que assiste  à  Crucificação, e a 1ª testemunha da Ressureição.   
Depois segundo uma tradição veio de barco para sul de França com familiares , onde acabou seus dias,ajudando a evangelizar a região.

São trazidas da Provença  as ossadas de Madalena para  Vezelay-Borgonha-  onde se ergue igreja com  fabuloso portal ,expoente artistico da época em 1118, o mesmo
ano do inicio da Ordem templaria a Oriente e também  ano do nascimento do nosso Gualdim Pais nos arredores de Braga.

 S.Bernardo- que pregará a 2ª Cruzada deste portal, chama entretranto a cavalaria templaria “ à obediencia de Betania “ o castelo de Maria(Madalena) e Marta(sua irmã) .Ou seja : os freis cavaleiros devem fazer seu serviço cortez a esta "noiva espiritual  " Maria de Betania ...tal como as freiras se entregam a Cristo (ficando suas mães como “sogras de Deus” na curiosa expressao de São  Jerónimo)…
No seculo seguinte a  Legenda Dourada  de  Jacob de Voragine, cronista e arcebispo de Genova  chamará significativamente a  Madalena –iluminata e iluminatrix- (iluminadora) - a que confere a Luz-  portanto iniciada e iniciadora…

E o seu culto expande-se por varias regiões de França. Em 1295 o centro do culto polariza-se em St. Maximin (Dep. de Var) onde foram reconhecidas  ossadas superiores  às  de Vezelay  - ainda hoje há  anualmente uma  procissão da cabeça de Maria Madalena- o crâneo em exibição na basilica local- recoberta com máscara dourada quando sai á rua em Julho…(neste ponto convêm lembrar a célebre acusação do culto às cabeças- atribuido aos templários)… 

 Naqueles tempos a cavalaria tratava a Mulher por igual …o tempo dos romances  de Amadis e Oreana ,  na tradição arturiana de que ainda resta no nosso Quinhentos : a saga de Palmeirim  em Almorol e as medalhas metalicas dos arreios dos cavalos dos freis ,onde se figura a iniciação por uma mulher ( que na linha do que relatamos  da Legenda , bem pode ser Maria Madalena, a iniciadora)… e uma palavra Amor…(iniciático/espiritual).

                      
Depois  sobreveio a morte dos ideais cavaleirescos , com o Renascimento enquanto contrario à ordem antiga  definindo-se pela negação das” trevas” (mas onde contudo havia luz ) onde a mulher perde estatuto -antes poderosa-vindo da antiga tradição céltica  presente na Galia de Chartres  sendo S.Bernardo um dos ultimos avatares dessa época .
Aqui em Tomar , o nosso Filipe o Belo tenebroso  chega  2  séculos depois de França- o frei Antonio Moniz (nome ainda com sucessores) arrasa a tumularia dos mestres cavaleiros templarios …ao mesmo tempo que encerra a cavalaria nova no Convento- de onde contudo alguns ainda resistem –disfarçados de pastores , encontrando-se na Mata dos 7 Montes  (sg conta a Lusitania Transformada) esse pedaço da floresta do Sangral…que cerca o castelo de Tomar…
Aqui talvez como memoria escondida desse periodo aureo o ultimo ” templario” perseguido…talvez o que assinou DP nos frescos dos primeiros claustro conventuais  conseguiu deixar  nesse mesmo sec XVI  ,no Panteão dos Mestres,  a sua  mensagem  secreta nas mãos  de S. Madalena de mãos  postas, significativamente  colocada na capela templaria …Se repararem olhando de baixo mas com sentido elevado verão o sinal: as suas mãos desenham uma fechadura-sinal da chave do misterio…ali colocado disfarçadamente e só visível  de certo angulo -o da Verdade  templaria irénico- ecumenica entre filosofias e géneros (onde tb havia freiras neste seu castelo principal,um dos 3 a Ocidente e hoje único completo)… Afinal Madalena está assim  unida  à  filosofia templaria desde o ano de seu nascimento…e a S.Bernardo como seu mentor… resíduos de uma velha  iniciação matriarcal…a que se seguiu  o banimento oficial das mulheres  co-celebrantes rituais  até hoje..  Alguns até incomodados com a sua presença nessa capela  fazem crer  que ela é  santa Barbara –porque está a olhar para o ar, esquecendo o pote de perfume a seus pés…que a identifica sem margem para dúvidas…






Ah , este lugar é para ver no seu conteúdo total,incluindo a nova listagem lapidar recentemente ali colocada  de todos os mestres do Templo ali sepultos…Porque aqui permanecem secretas vibrações que valem uma visita de muitos… sejam nacionais ou estrangeiros…Passem a Palavra !
  

6 comments:

Colon-o-Novo said...

Em qual igreja está esta estátua?

Templ'Anima said...

Em Santa Maria dos Olivais , Tomar

simon said...

Olá J.

O teu texto está realmente muito interessante. Já o li e voltei a ler. E a foto que apresentas dá que pensar.

Belo trabalho.

Abraço EJ

victor bastos said...

simplesmente alucinante este teu trabalho sou fa da historia dos templarios, ja li e tornei a ler sem duvida tenho de vizitar tomar tenho de sentir essas vivraçoes de energia boa de que falas no artigo e dizerte que esta um excelente trbalho abrx: victor bastos (frança) e da minha parte podes contar que divulgarei tumar aos meus amigos que como eu gostao da historia dos templarios

lunaquiet@gmail.com said...
This comment has been removed by the author.
lunaquiet@gmail.com said...

Olá
quero felicitar-vos pelo vosso excelente trabalho neste blog. É com muita alegria e prazer pelo conhecimento que leio as vossas publicações.
Podem ter a certeza que os homenageados neste blog, onde quer que estejam que estão, estão muito felizes quando falais com tanto respeito sobre eles, isto porque quando se fala de ecos do passado eles continuam a ecoar no presente. Abraço de Luz.